Quando eu falo: “Não vou falar mais nada!” Significa: Presta atenção na merda que você está fazendo.
Eu nunca fui o suficiente pra fazer alguém ficar. Eu nunca fui boa o bastante pra fazer um amor durar. Sempre fui cabeça dura e a teimosia era a minha maior virtude. E que a gente se deixa levar e sem querer acaba quebrando o coração com cada coisa desnecessária…”
Restos de um naufrágio.  (via p-oetiz4)
O seu olhar costuma me decifrar, sempre desvendando todas as metáforas do meu silêncio, mas ele não compreende o real sentido dos meus textos. Neles, a realidade transita entre verdades e ficção quando passo a representar a mim mesmo como um personagem que precisa de palavras para esconder-se do mundo.”
Fred Medeiros.  ( (via explicativo)
Ela é toda complicada. Chora por coisas banais, basta um susto e ela fica igual criança na cama chorando com medo, e ao mesmo tempo é mais forte do que se espera. Ela é do tipo que gosta de ler antes de dormir, e fica toda brava quando é contrariada. Muito teimosa, mas ela tem um sorriso sabe? E você não consegue ficar bravo por muito tempo. Eu poderia ouvir a voz dela com aquele sotaque maneiro a minha vida inteira que não enjoaria. Ela é toda confusa nos seus sentimentos, seu coração é um verdadeiro baú de sentimentos, onde se encontra de tudo. Ela tem uma doçura no olhar que te faz se sentir em casa. Incrível a capacidade dela de ser tão surpreendente. Tão frágil quanto um vidro e tão forte quanto a uma rocha, no seu mais frágil vidro faço uma obra de arte, no seu mais forte da rocha faço meu abrigo. Tão cheia dos detalhes, tão complexa como o inicio do universo, tão cheias de duvidas e medos como um adolescente, tão ela que é até mesmo complicado descrever. Tão importante pra mim como a água, e a luz do dia.”
Rafael  (via o-teimoso)
Um chega com flores e o outro com nada, adivinha quem é que você gosta.
É que sou o tipo de gente que todo mundo pensa que conhece. Mas se enganam feio. Pouquíssima gente me desvenda. Mostro só o que quero. Não por maldade, mas por proteção.”
Clarissa Corrêa.  (via p-oetiz4)

le-blastoise:

Filipino artist Noel Cruz transforms mass-produced dolls to create stunningly realistic one-of-a-kind figures of celebrities.” 

Aprendi a amar menos, o que foi uma pena, e aprendi a ser mais cínica com a vida, o que também foi uma pena, mas necessário. Viver pra sempre tão boba e perdida teria sido fatal.”
Tati Bernardi.   (via p-oetiz4)
THEME